Seguro: peça importante no planejamento financeiro

Tente refletir sobre os momentos da sua vida em que você passou algum tipo de dificuldade financeira. Se você nunca passou por esse tipo de situação, parabéns, certamente isso é fruto dos bons hábitos financeiros que você desenvolveu ao longo da vida.

Mas, se em algum momento você passou por isso, procure avaliar o que o levou a essa situação. O mais provável é que você tenha sido surpreendido por um evento extraordinário, como por exemplo, a perda do emprego, algum problema de saúde, teve sua casa assaltada etc., o quê acabou afetando o seu orçamento.

Ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, apesar do nome, os gastos extraordinários também podem ser planejados. Impossível? Claro que não. Dê uma olhada nas suas despesas nos últimos 6 a 12 meses, certamente você conseguirá identificar que uma parcela relativamente constante do seu orçamento é direcionada para o que chamamos de gastos extraordinários.
Para que serve o seguro?

Diante desta constatação, fica fácil ver que, se você quiser evitar novas surpresas, terá que rever o seu planejamento financeiro de forma a considerar esta nova categoria de gastos. Existe, contudo, uma outra forma de se preparar para estes gastos e se proteger do impacto que eles têm no seu orçamento. Como? Contratando seguro.

Afinal, é exatamente esse o objetivo dos seguros: protegê-lo do impacto financeiro que um determinado evento futuro (que pode ou não acontecer) pode lhe causar. A este evento futuro, que pode levá-lo a uma situação de desequilíbrio financeiro e do qual você quer se proteger, damos o nome de risco.

Hoje em dia já é possível encontrar seguros para a cobertura dos mais variados riscos, como por exemplo, o risco de ter seu carro roubado, o de sofrer um acidente e não poder trabalhar por vários meses, o de perder o emprego e não conseguir manter o pagamento das prestações em dia ou, o pior deles, o de vir a falecer e deixar sua família desamparada.
Planejando para o extraordinário

Ao contratar um seguro, você garante que terá direito ao recebimento de uma determinada quantia, também conhecida como indenização ou cobertura, caso um destes eventos venha a acontecer. Desta forma, você evita, ou ao menos diminui, o impacto financeiro que este evento terá no seu orçamento.

Exatamente por isso, pode-se afirmar que o seguro ajuda no seu planejamento financeiro. Afinal, ao invés de ser surpreendido com uma despesa extraordinária (com carro, casa, saúde etc.), você se planeja para isso, pagando todos os meses a sua apólice. Em outras palavras, transforma uma despesa extraordinária que não consegue estimar, em prestações fixas.

Vale notar, contudo, que seguro não deve ser visto como um substituto à formação de um patrimônio. Mas, como uma forma inteligente de melhorar a qualidade dos seus gastos, uma vez que se trata de uma despesa que protege o seu orçamento de riscos.
fonte.; finanças praticas

Uma ideia sobre “Seguro: peça importante no planejamento financeiro

  1. Pingback: Seguro: peça importante no planejamento financeiro | Blog – Socyal … | Financial Planning

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *